Dicas de Copenhague | Boas de Garfo
Nyhavn - todo colorido, todo lindo!

Dicas de Copenhague

Demorou mas chegou!!! Como prometido, fizemos um post bem completo com várias dicas sobre nossa viagem à Copenhague. Simplesmente nos apaixonamos por essa cidade – pelas pessoas, pela comida, pela arquitetura, pela paisagem…enfim, é um lugar que nos encantou de tal forma que só indo mesmo para entender! Por isso, decidimos escrever um pouco sobre nossa experiência para tentar passar para vocês o que sentimos. Será um mix de dicas e observações com uma pitada de restaurantes, atrações turísticas, must-sees, e, é claro, MUITAS fotos.

E aí, vamos lá?

OBSERVAÇÕES GERAIS

MOEDA: A moeda usada lá é a coroa dinamarquesa. Para facilitar um pouco, divide o valor em DKK por 7 para chegar ao valor aproximado em euros.

TROCA DE DINHEIRO: Para trocar dinheiro, a melhor opção são os bancos que cobram uma corretagem alta, porém com uma taxa melhor que as demais. Vale trocar tudo de uma vez e já trocar um valor mais alto para compensar a corretagem. A segunda opção é trocar nos FOREX espalhados pela cidade pois a corretagem é padrão, mas a taxa é um pouco pior. Fazendo turismo leve e comendo MUITO bem, gastamos em torno de 120€ por dia/por pessoa.

METRÔ: O metrô circula em uma linha central e por isso, não é o meio mais utilizado pelos habitantes. A bicicleta acaba sendo o meio de transporte escolhido independente do clima. É super comum você ver mães com cadeirinhas e até carrinhos de bebês e crianças acoplados em suas bikes. E é incrível como a ciclofaixa funciona por lá! Mesmo assim, usamos o metrô do aeroporto para o centro da cidade e foi ótimo! Recomendamos.

ALUGUEL DE BIKES:  Diferentemente de Estocolmo, vale mais a pena alugar bicicletas comuns do que bicicletas públicas (as “city bikes”) por não existir tantos pontos de “estacionamento” espalhados pela cidade. Porém, vimos que algumas dessas bikes públicas vinham com um GPS embutido, o que achamos bastante interessante e útil para os turistas que não habilitaram o 3G no exterior.

Sogreni, a loja de bikes que alugamos na nossa rua (Saint Peters Street)

Sogreni, a loja de bikes que alugamos na nossa rua (Saint Peters Street)

O custo da bike que alugamos foi 150 DKK ou 21€ pelo dia inteiro. Alugamos nossa bike em uma lojinha bem simpática que ficava na nossa rua – chamava Sogreni. Quem quiser saber mais informações sobre a loja, clique aqui.

MUSEUS: Não esqueçam de sempre levar a carteirinha de estudante, caso tiverem! A maioria dos museus aceita e dá desconto!

PONTOS TURÍSTICOS QUE VALEM A PENA CONHECER

Tivemos 03 dias inteiros na cidade de Copenhague, o que deu para aproveitar bastante! É claro que tem muita coisa que faltou fazer, mas deu para visitar os pontos principais da cidade. Nos encantamos e pretendemos voltar no futuro! Abaixo, alguns dos lugares que passamos e que achamos que vale a pena conhecer. Espero que vocês gostem!

NYHAVN

O cartão postal da cidade de Copenhague. Nyhavn quer dizer “porto novo” mas de novo não tem muita coisa, além dos restaurantes na beira do canal. A região é super charmosa e bastante turística. O local possui um ar boêmio – vários artistas moraram por lá, inclusive o escritor Hans Christian Andersen. É um must passar por lá e tirar uma foto – não tem como sair feia com todas as cores vívas ao fundo!

Nyhavn - todo colorido, todo lindo!

Nyhavn – todo colorido, todo lindo!

Nyhavn

Nós em Nyhavn

Visto por outro lado

Visto por outro lado

DICA:

Passe pela loja de waffles e sorvetes chamada Vaffelbageren. Não tem como você passar reto – o cheiro é simplesmente divino! Eles prensam a massa na hora, deixando um aroma maravilhoso pelo porto. E para melhorar, pedimos o waffle com uma bola de sorvete de Daim. Foi a melhor sobremesa com certeza!

Vaffelbageren, a loja de waffles e sorvetes em Nyhavn

Vaffelbageren, a loja de waffles e sorvetes em Nyhavn

A melhor sobremesa do mundo: waffle fresquinha com sorvete de Daim!

A melhor sobremesa do mundo: waffle fresquinha com sorvete de Daim!

ROSENBORG SLOT (CASTELO ROSENBORG)

Estávamos na dúvida se deveríamos visitar esse castelo ou não mas depois de dar uma pesquisada, fui convencida pelas fotos. O castelo Rosenborg fica no centro da cidade ao lado do Jardim do Rei, que é igualmente maravilhoso. Ao entrar, nos deparamos com um museu histórico cheio de tesouros nacionais e diversos objetos relacionados à família real dinamarquesa. Cada sala tem uma história e uma decoração específica. Uma das minhas salas preferidas foi a sala das porcelanas e a sala das jóias. O palácio foi construído no século 17 pelo rei Christian IV e usado como residência oficial da realeza até 1710. O local é lindo para tirar fotos e não é tão grande então dá pra facilmente fazer em 1 hora, 1 hora e meia! Além disso, tem um jardim maravilhoso para passear depois. Adoramos!

Rosenborg Castle

Rosenborg Castle

Jardim do Rei...maravilhoso, né? (Fonte: Expedia)

Jardim do Rei…maravilhoso, né? (Fonte: Expedia)

Algumas das coroas do Rei...

Algumas das coroas do Rei…

Preços dos ingressos: adultos 90 DKK, crianças de 0-17 anos de graça, estudantes com carteirinha 60 DKK
Horários de funcionamento: checar no site oficial pois varia dependendo da época.

A ESTÁTUA DA PEQUENA SEREIA (THE LITTLE MERMAID)

Vou ser bem sincera – quase não fui ver a Pequena Sereia pois ouvi críticas variadas. É uma das atrações turísticas mais visitadas de Copenhague – mais de um milhão de pessoas visitam a estátua todos os anos. Além disso, é o maior símbolo de bronze da Dinamarca, mas chegando lá fomos surpreendidos por seu tamanho relativamente pequeno. Mas, como sou super fã dos filmes da Disney, me encantei pela história por trás dessa pequena estátua. A famosa estátua é baseada no conto do autor Hans Christian Andersen, que conta a história de uma bela sereia que se apaixona loucamente por um príncipe humano. O conto foi traduzido em muitos idiomas e adaptado pela Disney, por isso é super conhecido.

Outra coisa que adoramos saber foi a história por trás do comissionamento da estátua. Em 1913, a estátua de bronze foi dada de presente à cidade de Copenhague pelo Carl Jacobsen, o fundador da cervejaria Carlsberg. Após assistir um espetáculo de ballet no Royal Theatre, ele se inspirou e foi atrás de um escultor, o Edvard Eriksen e da protagonista da peça, a atriz Ellen Price pedindo que ela servisse de modelo para a criação da estátua. Ela disse que a cabeça poderia ser dela mas que não posaria nua de jeito nenhum! Pois bem, foi quando Edvard Eriksen viu no corpo de sua esposa Eline o complemento perfeito para o sonho de Jacobsen se tornar realidade. E foi isso que aconteceu… Se estiverem em Copenhague no dia 23 de agosto, não deixe de visitar a Pequena Serieia – é o dia de seu aniversário e as festividades normalmente começam as 16h!

Nós e a Pequena Sereia

Nós e a Pequena Sereia

RUNDETARN (THE ROUND TOWER)

Para ver uma vista panorâmica da cidade, suba até o alto da Rundetarn, uma torre do século XVII que fica na região central de Copenhague. A arquitetura é bem diferente. Como o nome já diz, ela é inteira redonda e foi um dos projetos de arquitetura de Cristiano IV da Dinamarca e inicialmente construída como um observatório astronômico. Até hoje existe o observatório lá no alto, para quem quiser, porém precisa marcar e custa um pouquinho mais! Além da vista linda, é super conhecida por uma escada helicoidal (tipo uma rampa) que vai até o topo sem nenhum degrau. Vale muito a pena!

Rundetarn (Round Tower)

Rundetarn (Round Tower)

O interior da torre - sem nenhum degrau!

O interior da torre – sem nenhum degrau!

Você sobe até o alto por uma rampa longa...arquitetura sensacional!

Você sobe até o alto por uma rampa longa…arquitetura sensacional!

Preço: adultos 25 DKK / crianças (5 -15 anos) 5 DKK

Horários de funcionamento:
21 maio – 20 setembro / todos os dias das 10h às 20h
21 setembro – meio de outubro – todos os dias das 10h às 18h
meio de outubro – meio de março  / segunda, quinta, sexta, sábado e domingo: 10h-18h, terça e quarta 10h-21h
meio de março – 20 maio / todos os dias 10h às 18h
fechado dia 24 e 25 de dezembro e dia 1 de janeiro

Vista incrível do pôr do sol de cima do Rundetaarn

Vista incrível do pôr do sol do alta da Rundetarn

PARQUE TIVOLI (TIVOLI GARDENS)

É o segundo parque de diversões mais antigo do mundo, sendo inaugurado em 1843! Coisa de louco. Muitos dizem que o Walt Disney se inspirou no Tivoli para construir todo seu império. O Tivoli é super central, fica literalmente na frente da estação Central e pertinho da Strøget, rua cheia de lojas. Vale muito a pena conhecer esse parque, mesmo se não fizer questão de ir nos brinquedos. Ele funciona de uma forma diferente: existe um preço fixo só para entrada, em que é possível só passear, almoçar e ver os shows/atrações do dia e também tem a opção de comprar um ingresso que te dá direito a 3 brinquedos ou até ilimitado.

Nós no Tivoli!

Nós no Tivoli!

Lugar mágico

Lugar mágico

Selfie na montanha russa :)

Selfie na montanha russa :)

Olha tudo iluminado que maravilhoso...

Olha tudo iluminado que maravilhoso…

DICA:

Se você for visitar Copenhague durante o verão vale a pena prestar atenção nesse detalhe. Nas sextas-feiras de verão, há shows de bandas diferentes no parque Tivoli à partir das 20h – por isso, o ingresso que costuma custar 99 DKK (para maiores de 8 anos) acaba custando 139 DKK pois inclui um show. Achamos super legal! Você também tem a opção de pagar 209 DKK para um Multi Ride Pass para ir em vários brinquedos sem ter que pagar por eles individualmente. Lá dentro tem restaurantes, bares e uma infraestrutura bem bacana. Adoramos ter passado por lá! Acabamos indo só na montanha russa e assistindo ao show da banda Belle & Sebastian. Foi bem legal ter entrado no parque pois a arquitetura é diferente de tudo que já havia visto – tem um quê de século XIX mas sem ser caído e mal cuidado e os jardins são maravilhosos com fontes todas iluminadas. Tudo é impecável, limpinho e organizado. Achamos uma experiência bem legal visitar um parque de diversões meio vintage frequentado não só por turistas mas muitos habitantes.

Esse era o cenário durante o show da banda Belle & Sebastian...Noite de lua cheia!

Esse era o cenário durante o show da banda Belle & Sebastian…Noite de lua cheia!

Funcionamento: Aberto às segundas, terças, quartas, quintas e domingos, das 11h às 23h. Sextas, das 11h às 12h30, e sábados, das 11h às 12h
Estação de metrô mais próxima: Caminhada de alguns minutos da estação Central.

FÁBRICA DA CARLSBERG

Os apreciadores dessa típica cerveja dinamarquesa vão adorar o Carlsberg Experience. É uma visita à fábrica que mescla história, degustação e a oportunidade de conhecer todo o processo produtivo da cerveja. Eu nem sou muito fã de cerveja e achei bem interessante, especialmente pelo fato da família Carlsberg ser muito influente em Copenhague. Você ganha dois vouchers para degustar 02 opcões de cervejas durante e/ou no final do tour. Foi uma experiência bem legal e relativamente rápida! A fábrica fica um pouco afastada do centro mas de bicicleta chegamos rapidinho!

A Fábrica Carlsberg possui o maior acervo de garrafas de cerveja fechadas do mundo! Esse foi um dos meus ambientes favoritos! (Fonte: 10Best)

A Fábrica Carlsberg possui o maior acervo de garrafas de cerveja fechadas do mundo! Esse foi um dos meus ambientes favoritos! (Fonte:10Best)

STRØGET

Vale a pena passear pela Stroget, uma rua longa bem no centrinho, exclusiva para pedestres e cheia de lojas de tudo quanto é tipo.

Strøget, conhecido como uma das ruas de pedestres mais longas do mundo! E a melhor parte: cheia de lojinhas. (Fonte: Ralph Strauss)

Strøget, conhecida como uma das ruas de pedestres mais longas do mundo! E a melhor parte: cheia de lojinhas. (Fonte: Ralph Strauss)

Uma praça bonita no final da Strøget.

Uma praça bonita no final da Strøget.

LOUISIANA MUSEUM OF MODERN ART

Os amantes de arte moderna vão simplesmente PIRAR nesse museu. Fica há pouco mais de 30 km de Copenhague, numa região chamada Humlebæk, então é necessário comprar uma passagem de trem. O local em si já vale a “viagem”, que demora cerca de 30-40 minutos. Tem vista para o mar, jardins maravilhosos e esculturas ao ar livre. Ficamos caminhando pelos bosques, literalmente se perdendo pelo museu, até nos acharmos nas exposicões que de alguma forma se interligam. É demais. Quando fomos, havia trabalhos dos artistas Peter Doig, Terry Winters, Yayoi Kusama, entre outros.

Jardims no lousiana Museum of Modern Art

Jardins no Louisiana Museum of Modern Art

Louisiana Museum of Art

Louisiana Museum of Art

Nós com uma das esculturas ao ar livre

Nós com uma das esculturas ao ar livre

Com outra obra de arte icônica do museu, com o restaurante ao fundo.

Com outra obra de arte icônica do museu, com o restaurante ao fundo.

Agora com o mar no fundo!

Agora com o mar no fundo!

Uma das exposicões

Uma das exposicões

IMG_0800

Exposições super interativas. Essa era sobre a África.

Exposições super interativas. Essa era sobre a África.

Simplesmente amamos esse lugar. Vale muito a pena para quem tiver um tempinho a mais na cidade. Acaba tomando pelo menos umas 3-4 horinhas. O lugar também dispõe de cafeteria e uma loja de souvenir que dava vontade comprar TUDO!

DICA:

Os trens para Humlebæk saem de 20 em 20 minutos na Central Stration (DSB), mas a fila para comprar os bilhetes foi muito demorada. Se preparem! O custo foi de 130 DKK e é válido por 24 horas para qualquer viagem de metrô, trem ou ônibus pela zona. Utilizamos o mesmo bilhete para ir ao aeroporto no dia seguinte!

Foto linda!

Foto linda!

Nós na exposição fixa da Yayoi Kusama.

Nós na exposição fixa da Yayoi Kusama.

IMG_0817

Endereço: Gl Strandvej 13, 3050 Humlebæk
Horário de funcionamento: Terça à Sexta: 11h-22h / Sábado-Domingo 11h-18h / Segunda Fechado
Preços: Adultos 115 DKK / Estudantes (com carteirinha!) 100 DKK / Crianças (abaixo de 18 anos) de graça!

CHRISTIANIA

Um dos lugares mais visitados, porém mais controversos de Copenhague. É uma comunidade independente que foi criada em 1971 a partir da ocupação de uma base militar abandonada na cidade. Hoje, vivem cerca de 850 habitantes alternativos, bem no estilo “hippie”, em uma área de 34 hectares. O que é mais interessante é que esse local é um “bairro” autônomo, com suas próprias leis – sua política permissiva a maconha é o que gera a maior controvérsia. Ao entrar, você se depara com um cartaz que pede para que você não tire fotos e não corra. Enfim, achamos interessante dar uma espiada!

Grafitti em Christiania, antes de entrar na área que não é permitido tirar fotos

Grafitti em Christiania, antes de entrar na área que não é permitido tirar fotos

SØNDER BOULEVARD

É uma rua bem longa de 1,3km no bairro de Vesterbro que em 2007, após uma reforma, se tornou em uma espécie de parque linear. O canteiro central foi transformado em um parque. Ficou muito bacana pois há quadras e bancos e grama no meio e dos lados, existem as ruas normais. No verão,  o parque fica povoado e como existem vários restaurantes e barzinhos pelo Boulevard, o local fica cheio de vida. Adoramos passear por lá de bike.

Sønder Boulevard

Sønder Boulevard

Mais uma do Sønder Boulevard

Mais uma do Sønder Boulevard

Esse é o Dyrehaven, um café super fofo que fica na beira do Sønder Boulevard!

Esse é o Dyrehaven, um café super fofo que fica na beira do Sønder Boulevard!

Mais fotos legais e outros detalhes “X”…

Adoramos passear pelo bairro Nørrebro, mais especificamnete na rua Jægersborggade. É uma rua charmosa, cheia de lojinhas, restaurantes e cafés. Por lá, tem famílias passeando, jovens, todo mundo de bike. É realmente muito gostoso!

Uma lojinha de quadros na Rua Jægersborggade

Uma lojinha de quadros na Rua Jægersborggade

Tinha também uma loja só de suculentas e cactus! Muito fofa! Não resisti e tirei essa foto na rua.

Tinha também uma loja só de suculentas e cactus! Muito fofa! Não resisti e tirei essa foto na rua.

Em um dias de verão, a maioria dos restaurantes dessa rua possuem mesas bem no estilo picnic, comunitárias e de mandeira, que ficam na rua para aproveitar o sol que bate de vez em nunca!

Em um dias de verão, a maioria dos restaurantes dessa rua possuem mesas bem no estilo picnic, comunitárias e de madeira, que ficam na rua para aproveitar o sol que bate de vez em nunca!

O GRØD é um exemplo desses restaurantes! Vamos falar mais dele no post só de restaurantes.

O GRØD é um exemplo desses restaurantes! Vamos falar mais dele no post só de restaurantes.

 

A arquitetura de lá é muito bonita.

A arquitetura de lá é muito bonita.

Esse é o Relae, um restaurante super renomado que jantamos em uma das noites. Vamos falar mais sobre ele no post só de restaurantes! O Relae também fica na rua Jægersborggade.

Esse é o Relae, um restaurante super renomado que jantamos em uma das noites. Vamos falar mais sobre ele no post só de restaurantes! O Relae também fica na rua Jægersborggade.

Passamos na frente do restaurante Noma! Pena que não conseguimos reserva mesmo tentando com 4 meses de antecedência...

Passamos na frente do restaurante Noma! Pena que não conseguimos reserva mesmo tentando com 4 meses de antecedência…

A Kyoto é uma loja multimarcas super conhecida que fica na rua Istedgade. Vende roupas para mulheres e homens!

A Kyoto é uma loja multimarcas super conhecida que fica na rua Istedgade. Vende roupas para mulheres e homens!

Dentro da Kyoto...

Dentro da Kyoto…

 

Essa é a Sankt Peders Stræde, rua do nosso hotel! Não é a coisa mais linda??? Também vaos fazer um post só do nosso hotel, o SP34.

Essa é a Sankt Peders Stræde, rua do nosso hotel! Não é a coisa mais linda??? Também vaos fazer um post só do nosso hotel, o SP34.

Mais uma foto da rua

Mais uma foto da rua

E para finalizar, eu sendo muito feliz me achando "A dinamarquesa" andando de bike pela cidade! AMEI Copenhague e super recomendo!

E para finalizar, eu sendo muito feliz me achando “A dinamarquesa” andando de bike pela cidade! AMEI Copenhague e super recomendo!

Espero que vocês tenham gostado desse post. Se precisarem de mais dicas ou tiverem perguntas, não deixem de nos mandar um e-mail: contato@boasdegarfo.com.br. Beijos!

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

.